Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

House of Gucci: a história real por trás do novo filme de Lady Gaga

Detalhes da história de Patrizia Reggiani e Maurizio Gucci, trama de "House of Gucci"

@isafrasinelli | Publicado em 23/11/2021, às 14h14

Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani | Lady Gaga e Adam Driver caracterizados para "House of Gucci" - Divulgação/ Universal Pictures
Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani | Lady Gaga e Adam Driver caracterizados para "House of Gucci" - Divulgação/ Universal Pictures

Em 27 de março de 1995, Maurizio Gucci foi baleado e morto na escadaria de seu escritório na Via Palestro, em Milão. O crime entrou para a história da família conhecida pela grife de moda italiana não só por sua brutalidade, mas principalmente por conta da mandante do assassinato: Patrizia Reggiani, ex-esposa do herdeiro. É essa a trama de House of Gucci, o aguardado novo filme de Lady Gaga

O longa pretende mostrar a trajetória do relacionamento do ex-casal que levou ao assassinato que marcou os anos 1990 - e continua sendo comentado até hoje. Com direção de Ridley Scott (Alien - O 8.º Passageiro), House of Gucci mostra Lady Gaga dando vida à socialite italiana por trás do crime e Adam Driver interpretando a vítima do escândalo fatal.

Patrizia Reggiani na vida real e Lady Gaga no filme House of Gucci

O projeto é baseado no livro publicado por Sara Gay Forden em 2001, intitulado The House of Gucci: A Sensational Story of Murder, Madness, Glamour, and Greed. Para os curiosos de plantão interessados em descobrir detalhes sobre a história real por trás do filme, o HFTV separou aqui as principais informações sobre o desenrolar da história de Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani. 

DO AMOR…

Patrizia e Maurizio se conheceram em uma festa da alta sociedade, em um encontro em que a expressão “amor à primeira vista” foi levada à sério. O casamento aconteceu em 1973, mesmo diante de declarações contra a união vindas da família Gucci, que rotulava Reggiani como "interesseira". Inclusive, as ressalvas à relação eram tão fortes que o pai do noivo, Rodolfo Gucci, estava ausente na cerimônia que contava com cerca de 500 convidados.

Fotos do casamento de Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani e Lady Gaga e Adam Driver em cena do casamento dos italianos para o filme House of Gucci

O matrimônio durou quase uma década e o casal teve duas filhas juntos, Allegra e Alessandra Gucci. Apesar do divórcio só ter sido oficializado em 1991, os dois começaram a enfrentar uma crise no casamento em meados de 1980, quando Maurizio a deixou para viver com uma nova namorada, a designer de interiores italiana Paola Franchi.

+ House of Gucci: frase icônica do filme foi improvisada por Lady Gaga

Em 1983, após a morte de seu pai Rodolfo, Maurizio Gucci disputou a liderança da empresa com o tio Aldo Gucci e acabou ficando com 50% das ações. Isso fazia com que ele pudesse ter decisões importantes na empresa, como a que tomou em 1993, anos após se separar de Patrizia Reggiani: vender a maison Gucci para a Investcorp, depois que perdeu milhões de dólares enquanto a grife estava sob o seu comando.

+ House of Gucci no Rotten Tomatoes com nota abaixo do esperado?

“Eu estava brava com Maurizio por causa de muitas coisas naquela época. Mas, acima de tudo isso, sobre perder o negócio da família. Foi estúpido e foi um fracasso. Eu estava cheia de raiva, mas não havia nada que eu pudesse fazer. Ele não deveria ter feito aquilo comigo”, disse Patrizia ao The Guardian em 2016, quando expressou sua insatisfação e incômodo com a decisão, que também impactaria a herança de suas filhas. 

…. AO CRIME

Assim como descrito no início desta matéria, Maurizio Gucci foi pego de surpresa com tiros enquanto chegava ao trabalho em 1995. Ao todo, o herdeiro da grife foi atingido quatro vezes: três nas costas e uma na cabeça. Já Giuseppe Onorato, o porteiro do prédio, levou dois disparos no braço e sobreviveu. O funcionário se tornou uma testemunha de relevância no caso e descreveu detalhes do momento: “O senhor Gucci chegou segurando algumas revistas e desejou bom dia. Então eu vi uma mão, bonita e limpa, apontando uma arma.”

+ House of Gucci: Lady Gaga usou trauma pessoal para atuar e preocupou diretor

Na época, Patrizia Reggiani já foi considerada uma das maiores suspeitas do assassinato, por conta de sua raiva declarada contra a Gucci após a separação, a venda do império que a prejudicaria e as traições do ex-marido. As fotos de Patrizia, com véu e cobrindo os olhos, ao lado das filhas no velório de Maurizio foram apenas o início para que a imprensa italiana a apelidasse de “viúva negra”. 

Patrizia Reggiani em velório de Maurizio Gucci com Allegra e Alessandra Gucci

Algumas ações polêmicas de Reggiani neste período são lembradas até hoje. Segundo o documentário Fashion Victim: Last of Guccis, a socialite fez uma declaração à imprensa logo após a morte do ex-marido: "Algumas pessoas morrem na cama. Algumas pessoas morrem na rua, mas outras têm o privilégio de serem assassinadas". Já de acordo com a Harper’s Bazaar, foi encontrado na casa de Patrizia um diário com a palavra “paraíso” escrita na data da morte de Gucci. 

+ Adam Driver entrega detalhes de cena de sexo com Lady Gaga em "House of Gucci"

A prisão da italiana aconteceu dois anos após a morte de Maurizio, em 1997, quando ela foi acusada oficialmente de arquitetar o assassinato do ex-marido.

Patrizia Reggiani na prisão após ser culpada pela morte do marido Maurizio Gucci

JULGAMENTO E SENTENÇA

Com uma imensa cobertura da imprensa ao redor do mundo, Patrizia Reggiani sempre se declarou inocente, mas ao final do julgamento foi condenada a 29 anos de prisão. Outras pessoas envolvidas no crime receberam sentenças diferentes: Pina Auriemma, amiga da socialite que teria auxiliado no planejamento do assassinato; um amigo de Auriemma, que teria sido o responsável por contratar o atirador; Benedetto Ceraulo, o atirador em si; além do motorista de fuga que teria agido no dia do crime.

+ Lady Gaga: especialista dá opinião polêmica sobre sotaque em “House of Gucci”

Em 2000, a pena de Reggiani foi diminuída para 26 anos, mas ela ficou encarcerada por apenas dezoito anos. Patrizia teria tentado suicídio durante o período, mas foi resgatada no ato. Ela deixou a prisão em 2016, em um regime semiaberto que conta com serviço comunitário e um programa de trabalho. Quando liberada, afirmou à imprensa italiana que Maurizzio “não merecia viver”.

+ House of Gucci: "Lady Gaga come cada pedaço do papel"; essa e outras críticas do filme!

Em entrevista ao La Repubblica, a italiana disse em 2014 que respeita a sentença que cumpriu e destacou que é inocente, afirmando que foi extorquida por Pina Auriemma e seu amigo. 

NA FICÇÃO

Além de Gaga e Driver como protagonistas, atores conhecidos de Hollywood dão vida aos citados ao longo da matéria: Al Pacino será Aldo Gucci, Salma Hayek é Pina Auriemma, Jeremy Irons vive Rodolfo Gucci e Camille Cottin interpreta Paola Franchi. Já Jared Leto dá vida a Paolo Gucci, primo de Maurizio. 

House of Gucci estreia no Brasil nesta quinta-feira, 25 de novembro.