Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Johnny Depp perde primeira batalha judicial contra Amber Heard

Johnny Depp perde primeira etapa em processo contra ex-esposa.

@helograssi | Publicado em 25/03/2022, às 11h52

Amber Heard derruba principal argumento de Johnny Depp. - Getty Images
Amber Heard derruba principal argumento de Johnny Depp. - Getty Images

O processo judicial multimilionário de Johnny Depp e Amber Heard por difamação ainda não chegou ao tribunal, no entanto, as devidas medidas já estão sendo tomadas. A principal linha de argumentação da defesa de Johnny Depp já foi abolida.

O ator escolheu processar a atriz no estado americano de Virgínia, que é conservador, naturalmente machista e onde a lei Anti-SLAPP tem menos força. A sigla SLAPP significa Litígio Estratégico Contra a Participação Pública, ou seja, é uma ação que pretende qualquer atividade ou manifestação pública contrária aos interesses da pessoa representada pelo processo.

Johnny Depp processou Amber Heard alegando difamação, baseado em um artigo que a loira escreveu para o Washington Post, no qual, ela relata que foi vítima de um relacionamento tóxico e de agressões físicas. Ela não mencionou o nome do ex-marido. O ator, que a processa em U$50 milhões, enquadrou o caso como SLAPP, dizendo que a publicação age contra seus interesses.

No entanto, a juíza responsável pelo caso divulgou nesta quinta (24) que o artigo de Heard fala sobre violência doméstica, ou seja, é de interesse público, portanto, o argumento de Depp não é válido. Isso causaria uma mudança de rota para ambas as equipes.

Afinal, o processo de Depp é baseado na sugestão de que o ator estaria envolvido em diferentes casos de violência doméstica sofridos por Amber. A defesa do ator alega que, por conta das falas da atriz, o ator teria sido extremamente prejudicado, perdendo grandes papéis, como nas franquias Harry Potter e Piratas do Caribe.

Após Depp ter aberto o processo, Amber o contra-processou pelo valor U$100 milhões. Com apoio do jornal Washington Post, a atriz procura alegar liberdade de imprensa e usar o principal argumento de que, em nenhuma linha, o nome de Depp não foi citado no artigo.

O julgamento de Depp x Heard iniciará em 11 de abril.


No LIVE IS DEAD! da semana, @fernandasoares e @ademircorrea tricotam sobre ele, o aguardado Oscar 2022. Quais são as apostas e os ranços dos nossos podcasters favoritos?  Dá o play! 


HFTV NAS REDES SOCIAIS 👇 

YOUTUBE | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY | NEWSLETTER