Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Vídeo de Alec Baldwin pode mudar rumo das investigações da morte de Halyna Hutchins

Alec Baldwin é acusado de disparar gatilho de arma que matou a diretora de fotografia

@nic_bastos | Publicado em 26/04/2022, às 17h50

Alec Baldwin é acusado de matar Halyna Hutchins, diretora de fotografia do filme Rust - Getty Images
Alec Baldwin é acusado de matar Halyna Hutchins, diretora de fotografia do filme Rust - Getty Images

Em novo vídeo divulgado como evidência das investigações, Alec Baldwin é visto segurando um revólver e o apontando para a câmera. As imagens foram divulgadas pelo Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fe, nesta segunda-feira (25) como parte do inquérito sobre um tiroteio fatal no set do filme Rust.

A filmagem foi feita no mesmo dia em que a diretora de fotografia Halyna Hutchins foi baleada e morta quando uma arma que Alec Baldwin estava segurando disparou. Vale lembrar que o ator afirmou posteriormente que não puxou o gatilho. O diretor de Rust, Joel Souza também foi baleado no ombro depois que a bala passou pelo torso de Hutchins.

Na filmagem divulgada, Baldwin está sentado em um banco da igreja. A certa altura, sua mão direita mergulha em sua jaqueta, onde o ator saca um revólver e aponta para a câmera. Ele faz a mesma ação uma segunda vez.

As informações divulgadas pelo gabinete do xerife incluem vídeo de Souza no pronto-socorro, conversando com um investigador sobre o ocorrido. Nele, Souza conta que o armeiro entregou a arma a um ator, e disse ao policial que achava que a armeira, Hannah Gutierrez-Reed, disse que a arma estava “fria” ou “limpa” (ou seja, ela achava que só continha espaços em branco e que não havia perigo).

Houve um estrondo – houve um estrondo mais alto do que eu ouvi vindo de um vazio antes”, disse ele.

O departamento também divulgou um vídeo do set no dia do tiroteio mostrando a polícia conversando com um Gutierrez-Reed de aparência aflita, que diz ao policial: “Eu sou o armeira… pelo menos eu era”.

O Departamento do Xerife do Condado de Santa Fe entregou uma parte da investigação fatal do tiroteio Rust ao Gabinete do Primeiro Promotor Judicial.

A investigação não está completa”, disse a promotora Mary Carmack-Altwies em um comunicado. “O escritório do xerife ainda está aguardando relatórios essenciais e não concluirá sua investigação até que eles sejam enviados. O Ministério Público deve esperar até que a investigação completa seja entregue pelo Gabinete do Xerife. Assim que recebermos a investigação concluída e conduzirmos uma revisão completa e deliberada de todas as evidências, uma decisão de acusação criminal será tomada”.


HFTV NAS REDES SOCIAIS 👇 

YOUTUBE | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY | NEWSLETTER