Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Os prós e contras de Johnny Depp no grande tribunal

Confira o que pode definir vitória ou derrota de Johnny Depp no grande tribunal

@nicolybastos_| Publicado em 26/05/2022, às 13h27

Os prós e contras de Johnny Depp no grande tribunal - Getty Images
Os prós e contras de Johnny Depp no grande tribunal - Getty Images

O fatídico julgamento de Johnny Depp e Amber Heard está (finalmente) chegando ao fim nesta sexta-feira (27). O astro está processando a ex-mulher por difamação devido a um texto - publicado no Washington Post - em que ela revela ter sofrido violência doméstica no relacionamento com ele.

O caso, amplamente transmitido pela televisão e redes sociais, já dura semanas e trouxe diversas revelações, depoimentos e testemunhas diversas para testemunhar tanto favor de Amber Heard, quanto de Johnny Depp. O ator, altamente "cancelado" após a publicação do texto em 2018, chegou a ser removido de grandes franquias como Piratas do Caribe e Animais Fantásticos, e agora briga com a atriz por indenização.

Nesta reta final, relembre alguns acontecimentos do tribunal que servem como prós e contras de uma possível vitória de Johnny Depp:

Contras

A psicóloga Dawn Hughes não apenas confirmou que o ator teria sido extremamente violento com a ex-esposa durante o seu casamento, como alegou que Amber teria sido violentada sexualmente pelo ator. Diferentemente da analista contratada por Johnny Depp, Hughes teria analisado Heard por cerca de vinte e nove horas e fez análises descritivas de experiências vividas por Amber.

De acordo com a psicóloga, em uma situação, o ator teria forçado uma relação de sexo oral na atriz após insistir para inspecionar a sua vagina, a procura de cocaína, o que Depp acreditava que Amber estava escondendo. Além desse caso, a analista relatou um episódio no qual Johnny penetrou a vagina de Amber usando uma garrafa de vidro, o que já havia sido contado pela atriz.

Amber Heard também levou testemunhas ao tribunal que descreveram Depp como uma pessoa violenta e viciada em álcool e drogas. Whitney Henriquez, irmã da acusada, disse ter presenciado uma briga do ex casal em março de 2015, quando Depp teria golpeado Heard no rosto repetidas vezes. Tracey Jacobs, ex-agente de talentos do ator, falou que Johnny Depp se atrasava constantemente para gravações e que ele tinha comportamento rude com todos.

O médico-cirurgião Richard Moore, especialista em procedimentos nas mãos, analisou o ferimento no dedo de Johnny Depp causado durante uma briga com ela e, segundo ele, o ferimento não poderia ter sido causado da forma como Depp descreveu — condizendo mais com um esmagamento do que corte. Em testemunho, Heard disse que a lesão foi causada quando ele quebrou um telefone na parede durante uma discussão. Já o astro afirma que seu dedo foi cortado após a ex-esposa ter atirado contra ele uma garrafa de vodca.

Amber Heard também apresentou vídeos e áudios em que Johnny Depp bate portas e grita com ela. Há também mensagens de texto em que o ator fantasia matá-la - o que chegou a alegar que não passava de brincadeiras. 

Prós

A psicóloga forense Shannon Curry, contratada pelo ator afirmou no tribunal que Amber Heard sofre de transtorno de personalidade limítrofe, que causa instabilidade e é impulsionado pelo medo do abandono, além de transtorno de personalidade histriônica, caracterizado pelo drama, superficialidade e necessidade de ser o centro das atenções. 

O depoimento da polícia que atendeu ao chamado de agressão do ator contra Heard em 2016 afirma que Amber se recusou a falar com os policiais e que não foi visto sinais de lesões nela, apesar de a atriz se encontrar chorando desesperadamente com o rosto vermelho.

Kate Moss testemunhou que Depp não a empurrou da escada enquanto eles estavam namorando na década de 1990. Ela foi chamada depois que Amber Heard a mencionou durante um de seus depoimentos da última semana. A atriz descreveu um incidente de março de 2015 no qual Depp supostamente a socou repetidamente no rosto em uma escada durante uma discussão no apartamento do casal no centro de Los Angeles.

Amber Heard disse que Depp subiu as escadas e bateu em sua irmã, e que ela temia que Depp empurrasse ela também escada abaixo. “Penso instantaneamente em Kate Moss e nas escadas e bati nele”, disse ela. "Houve uma tempestade", disse ela. “Ao sair do quarto, escorreguei escada abaixo e machuquei minhas costas”. Ela disse que gritou e que Depp a carregou para o quarto deles e recebeu atendimento médico. “Ele nunca me empurrou, me chutou ou me jogou escada abaixo”, testemunhou.

Outras celebridades próximas a Johnny Depp se manifestaram nas redes sociais em apoio ao ator, como Angelina Jolie, Winona Ryder, Penélope Cruz; e as ex-mulheres Lori Anne Allison e Vanessa Paradis.


HFTV NAS REDES SOCIAIS 👇 

YOUTUBE | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY | NEWSLETTER