Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

O veredito da acusação de abuso contra Marilyn Manson

Uma das várias acusações de abuso contra Marilyn Manson foi encerrada; confira

@nicolybastos_| Publicado em 27/05/2022, às 15h25

O veredito da acusação de abuso contra Marilyn Manson - Getty Images
O veredito da acusação de abuso contra Marilyn Manson - Getty Images

Um juiz do Tribunal Superior de Los Angeles rejeitou um processo contra Marilyn Manson movido pela sua ex-assistente pessoal. Documentos recebidos pela Billboard citam a prescrição como motivo da vitória do músico, pois os incidentes ocorreram em 2010 e 2011.

O juiz rejeitou o caso, proibindo Ashley Walters de apresentar novamente as acusações. Walters originalmente entrou com seu processo contra Manson em maio de 2021, alegando agressão sexual, assédio sexual e inflição intencional de sofrimento emocional, entre outras reivindicações. Ela também nomeou sua gravadora, Marilyn Manson Records Inc., como co-réu.

Manson nega todas as alegações de abuso sexual. Em março, Walters entrou com um processo alterado explicando que ela reprimiu as memórias do suposto abuso de Manson até recentemente e que se sentiu ameaçada pelos advogados de Manson por aparecer no documentário Phoenix Rising - recém lançamento da ex-noiva de Marilyn Evan Rachel Wood.

Ashley Walters era uma aspirante a fotógrafa em 2010, quando conheceu Manson, que elogiou seu trabalho nas redes sociais, de acordo com o processo. De acordo com relatórios publicados, Walters foi contratada como assistente de Manson em agosto de 2010 e afirma que foi submetida a um ambiente de trabalho tóxico, no qual enfrentou agressões, violência, ameaças e muito mais antes de sua saída no ano seguinte.

Walters também afirmou que Manson a fez trabalhar por 48 horas seguidas e que convidou seus amigos para agredi-la sexualmente.

As acusações de Walters vieram em meio a uma série de mais de uma dúzia de acusações que vieram a tona depois que Wood acusou seu ex-noivo de aliciamento e abuso sexual no Twitter, em fevereiro de 2021. Marilyn Manson ainda está enfrentando processos de três mulheres: a atriz de Game of Thrones Esmé Bianco, a modelo Ashley Morgan Smithine e Jane Doe. Todos os três processos ainda estão pendentes.