Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Nirvana quebra silêncio sobre polêmico processo do "bebê de Nevermind"

Spencer Elden processa Nirvana por capa de "Nevermind"

@nic_bastos | Publicado em 01/02/2022, às 14h40

Spencer Elden recria capa do "Nevermind" - Reprodução
Spencer Elden recria capa do "Nevermind" - Reprodução

O processo movido por Spencer Elden, conhecido por posar ainda bebê - com 4 meses de idade -  sem roupa atrás de uma nota de US$1 em uma piscina para a capa do álbum Nevermind (1991), do Nirvana, segue a todo vapor. O juíz responsável pelo caso chegou a rejeitar a primeira ação por falhas processuais, mas Elden entrou com um novo pedido. Dessa vez, a banda rebateu.

👉 ASSINE NOSSA NEWSLETTER 👈

Nesta segunda-feira (31), os representantes do Nirvana pediram o arquivamento do novo processo. Spencer Elden mantém as alegações de que “a pornografia infantil retratando Spencer, intencionalmente comercializada foi usada para promover o disco Nevermind, a banda e a música do Nirvana, enquanto ganhava, no mínimo, dezenas de milhões de dólares no total.

À Rolling Stone estadunidense, representantes da banda afirmam que lutam para encerrar o caso de uma vez por todas. “Para Elden, este é o terceiro strike. Este caso precisa acabar. O tempo se esgotou. A decisão de Elden de não processar esses réus nos últimos 30 anos, apesar de seu conhecimento de décadas da mesma e invariável conduta, é dispositiva de reivindicação. É tão simples quanto isso".

Uma nova audiência está marcada para 24 de fevereiro.

O chamado bebê do Nevermind alega que o fotógrafo Kirk Weddle, responsável pela icônica foto, buscou uma resposta sexual do espectador ao enfatizar o seu órgão genital no ensaio. Resumindo, o processo diz que o Nirvana, a Universal Music Group, a Geffen Records, Kurt Cobain, sua viúva Courtney Love, o fotógrafo e “outros” produziram pornografia infantil através da capa do disco. 

Elden, que diz nunca ter recebido nenhuma compensação econômica pela foto e agora pede agora 150 mil dólares de indenização. Advogados que representam a banda argumentam que o bebê, hoje com 30 anos, “passou três décadas lucrando com sua fama de ‘Bebê do Nirvana'”, e somente agora achou problemas no registro.