Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

E-mails reveladores expõem papel de Lou Taylor na tutela de Britney Spears

Lou Taylor mais do que envolvida na tutela de Britney Spears sim! É o que mostram novos documentos obtidos pelo Page Six

@nicolybastos_| Publicado em 05/07/2022, às 13h27 - Atualizado às 15h15

E-mails reveladores expõem papel de Lou Taylor na tutela de Britney Spears - Getty Images
E-mails reveladores expõem papel de Lou Taylor na tutela de Britney Spears - Getty Images

Lou Taylor, a ex-agente de Britney Spears, pode ter seu envolvimento na controversa tutela da cantora comprovada. É o que revelam e-mails inéditos incluídos em documentos judicais públicos pelo advogado de Brit, Mathew Rosengart. Seria o suficiente para desmascarar as alegações de Taylor de que não exerceu nenhum papel no estabelecimento da curatela de Spears. As informações são do PageSix.

Em um e-mail datado de 17 de janeiro de 2008, Lou Taylor se apresenta a Geraldine Wyle e Jeryll Cohen, advogados de Jamie Spears, pai de Britney, colocando-se a disposição para trabalhar com eles. Após 12 minutos, enviou um e-mail para Jamie contanto que havia falado com Wyle e Cohen sobre Andrew Wallet, o advogado que ajudaria a administrar a fortuna de Britney. E o pior: diz que a Tri Star seria co-curadora da cantora. 

Há outro e-mail revelador enviado a Wyle, em 30 de janeiro de 2008, apenas dois dias antes do início da tutela. O assunto é a preparação de uma declaração oficial em nome de Jamie para enviar à imprensa oficializando o início da curatela de Britney, então com 26 anos. Em respota, Wyle se mostra preocupado em encontrar alguém para presidir o caso, já que o único juiz disponível "não daria a Jamie o poder de administrar a medicação" de Spears. 

O último e-mail entre Lou Taylor e Geraldine Wyle divulgado, é datado de 25 de fevereiro de 2008, em que são discutidas questões financeiras e estratégias para "grande parte das questões de submissão do tribunal". 

A ARGUMENTAÇÃO DE MATTHEW ROSENGART 

Nos documentos judiciais em que incluiu as trocas de e-mail, Mathew Rosengart explica seus argumentos. Diz que as mensagens demonstram que Lou Taylor, ao contrário do que diz, desempenhou um papel substancial na tutela de Britney Spears, antes e depois dela.

Coloca em xeque as cifras milionárias recebidas pela Tri Star ao longo da curatela de Britney, sugerindo que esse seria, em primeiro lugar, o motivo para interditar a cantora. Afinal, nos 13 anos em que Brit viveu sob tutela, a empresa de Taylor recebeu generosos US$ 18 milhões. 

O QUE DIZ O OUTRO LADO? 

Scott Edelman, advogado da Tri Star, deu uma declaração insistindo que as alegações de Rosengart são falsas. 

"Como todas as evidências deixam bastante claro, a tutela foi criada por recomendação do advogado, não da Tri Star, e aprovada pelo Tribunal por mais de 12 anos.Na verdade, a Tri Star nem era a gerente de negócios da tutela quando ela foi estabelecida. Trechos de e-mails escolhidos a dedo não podem mudar os fatos, e é por isso que esse absurdo terminará de uma vez por todas quando os registros forem abertos".

Tri Star deixou o cargo de gerente de negócios de Britney Spears em novembro de 2020. Durante um discurso bombástico em tribunal aberto sete meses depois, a cantora descreveu sua tutela como “abusiva” e acusou seus gerentes de “puni-la”. Entre outras terríveis que já sabemos. O que importa agora é que Britney is free e casada! 

A próxima audiência do caso está marcada para 13 de julho.


HFTV NAS REDES SOCIAIS

YOUTUBE | TIKTOK | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | PODCAST | NEWSLETTER