Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

CHILDREN OF GOD | A criminosa seita sexual que traumatizou os irmãos Phoenix

De amor livre a abuso sexual infantil, Children of God é o tema do LIVE IS DEAD! da semana

@helograssi Publicado em 24/02/2022, às 13h14

De amor livre a abuso sexual infantil, Children of God é o tema do LIVE IS DEAD! da semana
De amor livre a abuso sexual infantil, Children of God é o tema do LIVE IS DEAD! da semana

O ano era 1964 quando David Berg, filho de pastores evangélicos, começou a fazer expedições para espalhar a palavra de Deus para a juventude hippie e jovens sem perspectiva de futuro. Em apenas quatro anos, Berg iniciaria um grupo inicialmente chamado Teens for Christ (Jovens com Cristo, em tradução livre), que logo se tornaria o Children of God (Crianças de Deus), grupo religioso que, em seu auge, alcançaria 15 mil membros.

Children of God acreditava na criação de comunidades autossuficientes isoladas da sociedade; empregos fora da comunidade e escola para os filhos, por exemplo, eram proibidos. A principal crença era forte: o apocalipse estava próximo. Seguindo essa filosofia, os membros evitavam fazer planos a longo prazo e deviam aproveitar a vida como se não houvesse amanhã. Dentro do que era permitido, é claro.

Outra característica marcante do Children of God eram as frequentes transmissões de músicas e propagandas de seu estilo de vida. Na década em que clipes se tornavam essenciais para a identidade musical de um artista, os vídeos da seita mostravam um estilo de vida perfeito, pautado pela paz & amor dos anos 60.

AMOR LIVRE?

De início, o grupo pregava celibato, acreditando que até mesmo dar as mãos antes do casamento era pecado. Após o relacionamento de Berg com Karen Zerby, sua secretaria, o líder liberou relações sexuais, chegando a incentivar a poligamia. De acordo com relatos, uma de suas filosofias era que o “amor livre” encorajava o sexo de todas as formas.

Ele aconselhava que os membros tivessem relações como, quando e com quem quisessem - inclusive com crianças. Para Berg, a experiência sexual era divina, uma forma de encontrar Jesus. Não demorou para que, entre as amantes de David Berg, existisse a pequena Merry Berg, neta do líder. Além disso, Children of God também encorajava o flirty fishing (caçar com flerte), em que mulheres e meninas seduziam membros para o grupo através do sexo, usando seus corpos como instrumento para garantir que a seita continuasse a crescer.

A FAMÍLIA PHOENIX

Children of God também é lembrado por alguns de seus membros que, mais tarde, se tornariam famosos. O maior exemplo são os irmãos Joaquin e River Phoenix, que passaram parte de suas infâncias em meio à sinistra comunidade. Há relatos, inclusive, de que River teria sido estuprado aos quatro anos.

Em uma entrevista o ator respondeu “fazer amor”, ao ser questionado sobre algo do passado que se arrependera; o ator morreu aos 23, vítima de overdose. Anos depois, Joaquin revelou que seus pais abandonaram o culto ao perceber que não estavam confortáveis com os tais comportamentos sexuais que, a essa altura, eram evidentemente criminosos.

A atriz italiana Rose McGowan é outra celebridade que também passou parte da juventude como membro do Children of God. Atualmente, Children of God mudou seu nome para Family International (Familia internacional) e está sob os cuidados de Karen Zirby, conhecida como Mãe Maria. De acordo com a BBC, o grupo foi reduzido para uma pequena comunidade online.

LIVE IS DEAD! 

No LIVE IS DEAD! da semana, @fernandasoares e @ademircorrea discutem a história, detalhes e repercussões do Children of God.


HFTV NAS REDES SOCIAIS 👇 

YOUTUBE | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY | NEWSLETTER