Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Diretora de "Britney vs Spears" revela os desafios da produção do documentário

A diretora Erin Lee Carr falou sobre a dificuldade de encontrar fontes para o projeto

@isafrasinelli / Publicado em 27/09/2021, às 13h47

Alberto E. Rodriguez/Getty Images
Alberto E. Rodriguez/Getty Images

Estar no comando de um documentário sobre a vida Britney Spears pode ser bem desafiador. A diretora Erin Lee Carr explicou os motivos que tornaram a produção de Britney vs Spears, novo projeto da Netflix, ainda mais difícil. 

👉 SIGA O HFTV NO TIKTOK 👈

Em uma recente entrevista ao jornal Los Angeles Times, a cineasta conhecida por por Mamãe Morta e Querida (2017) e Eu Te Amo, Agora Morra – O Caso de Michelle Carter (2019) explicou que sua experiência em produções sobre mulheres foi essencial para dirigir o documentário sobre a tutela de Spears. 

“Como cineasta que faz filmes sobre mulheres, Britney Spears é uma das grandes histórias. Ela é um ícone e uma pessoa célebre, mas acabou tendo os mesmos direitos legais de uma menor", relatou Carr. A diretora ainda disse ao jornal que a parte mais complexa da nova produção era fazer com que pessoas da indústria contassem suas histórias sobre Britney. 

"Liguei para um insider da indústria no início, e a pessoa disse: 'Sim, boa sorte para conseguir que alguém fale. Não vai rolar. Essa é a história de que ninguém fala sobre' [...] Lembro de ter entrado em pânico. As pessoas pensam que todos na vida de Britney estão tentando seus cinco minutos de fama, e isso simplesmente não poderia estar mais longe da verdade.”

Além da dificuldade de encontrar fontes para contribuir com o documentário, Erin contou que tudo ficou mais complexo na medida em que as pessoas que ela contatou começavam a desaparecer. 

“As pessoas não querem retornar suas ligações. Algumas das pessoas que eu realmente queria que não tivessem falado antes - elas disseram, 'Absolutamente não' ou simplesmente não responderam. Já fiz coisas sem acesso antes, mas você precisa de outras pessoas se não tiver acesso à pessoa principal. E Britney, na época, nunca tinha falado sobre a tutela”, afirmou a diretora sobre o projeto, que está há desenvolvimento há mais de um ano. 

Sobre a possibilidade de contatar Britney para o documentário, Erin relatou: "Sempre tive esperanças, sonhei, desejei e orei aos deuses do documentário. Eu tentei contatá-la repetidamente. Mas eu tive que aceitar com o entendimento de que era improvável que isso acontecesse.” 

Mesmo sem a presença de Spears, o documentário, que chega nesta terça-feira (28) na plataforma, promete trazer novas revelações e documentos inéditos sobre o caso da tutela. Confira o trailer abaixo: