Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Gucci: 5 fatos para entender o misterioso assassinato que escandalizou o mundo da moda

Conheça 5 fatos surpreendentes sobre o misterioso assassinato de Maurizio Gucci

Vitória Araújo Publicado em 25/05/2022, às 20h00

Conheça 5 fatos surpreendentes sobre o misterioso assassinato de Maurizio Gucci - Reprodução
Conheça 5 fatos surpreendentes sobre o misterioso assassinato de Maurizio Gucci - Reprodução

Conhecido por ser herdeiro da famosa grife de luxo, Maurizio Gucci foi brutalmente assassinado em 1995, após ser atingido por três tiros fatais nas costas quando chegava em seu escritório para trabalhar. Na época, o caso foi amplamente noticiado pela imprensa internacional e sua ex-esposa, Patrízia Reggiani, foi apontada como a principal mandante do crime que escandalizou o mundo da moda. Pensando nisso, HFTV selecionou 5 fatos sobre o misterioso crime.

Confira, abaixo:

1. No dia 27 de março de 1995, quando Maurizio Gucci chegava em seu escritório para trabalhar ele foi surpreendido e atingido por três tiros fatais nas costas, que o levaram à morte. Na época, o caso foi noticiado pela imprensa internacional e sua ex-esposa, Patrízia Reggiani, foi apontada como a autora do crime.


2. Neto dos fundadores da famosa grife de luxo,  Maurizio Gucci era o diretor da empresa. Porém, pouco antes de ser assassinado, o empresário se afastou da direção da marca. Devido a toda repercussão do crime, o diretor criativo do Gucci Group na época, temia que o caso pudesse manchar a imagem da grife, sendo assim ele tomou algumas medidas para abafar o assunto na imprensa.


3. Conhecidos como o "casal de ouro" da alta sociedade italiana, Maurizio e Patrízia foram casados durante 15 anos e durante esse período tiveram um relacionamento conturbado por várias crises de ciúmes excessivo.


4. Patrízia em um momento de fúria, teria pedido a ajuda de vários conhecidos para organizar a morte do ex-marido, pois ela havia descoberto que ele estaria se relacionando com outra mulher mais jovem. Em primeiro momento, ninguém acreditou que ela, de fato, iria cometer um ato tão cruel. Porém, ela procurou uma vidente e conselheira espiritual, que a incentiva á seguir com o crime.


5. Condenada a 26 anos de prisão, Patrizia foi libertada 2013,  sob alegação de bom comportamento, após cumprir pena de 17 anos de condenação. Além disso, o juiz determinou que o acordo firmado entre ela e o marido, antes do assassinato, deveria ser rescindido. Portanto, ela voltou a receber a pensão estipulada na bagatela de 1 milhão de euros ao ano.

HFTV NAS REDES SOCIAIS 👇

YOUTUBE | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | PODCAST | NEWSLETTER