Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

AMA | Os maiores escândalos e polêmicas do American Music Awards

No clima do AMAs 2021, relembramos os momentos mais bizarros do American Music Awards!

@chboskyyy | Publicado em 19/11/2021, às 14h15

Katy Perry no AMA de 2013 e Adam Lambert no AMA de 2019 - Getty Images
Katy Perry no AMA de 2013 e Adam Lambert no AMA de 2019 - Getty Images

O AMA 2021 (American Music Awards) acontece neste domingo, 21 de novembro. Para entrar no mood, que tal relembrar alguns dos momentos mais polêmicos e escandalosos da premiação? De acusação de apropriação cultural, racismo e até assédio sexual à simulação de sexo oral no palco, aqui estão 10 ocasiões que merecem ser lembradas.

+ AMA 2021 | Indicados, performances e onde assistir

A primeira polêmica é fresquinha, da edição deste ano em que estamos. É protagonizada por Morgan Wallen, banido da premiação após falas racistas, mesmo concorrendo em duas categorias: Artista Masculino Country Favorito e Álbum Country Favorito. O último escândalo que se tem notícia é de 2019, quando Adam Lambert revoltou os mais conservadores: em prol da liberdade de expressão, ele beijou o tecladista e simulou sexo oral com um dos dançarinos. Em 2017, temos a famigerada reação de Pink ao tributo de Christina Aguilera à Whitney Houston. Após a expressão o-que-está-acontecendo, a cantora disse que não foi nada disso. Será que acreditamos?

AMA | Os maiores escândalos e polêmicas do American Music Awards

Impossível ficar de fora do momento ~get a room~ de Meghan Trainor e Charlie Puth, no AMAs de 2015. E a Katy Perry vestida de gueixa em 2013? Cancelada antes do cancelamento existir! Essa é pesada e aconteceu em 2012. Jenny McCarthy simplesmente agarrou Justin Bieber, com 18 anos à época. Desconfortável, ele disse: “Uau. Estou me sentindo violado.

AMA | Os maiores escândalos e polêmicas do American Music Awards

Kanye West praticamente nasceu enrolado em um cobertor de polêmicas. Em 2004, foi indicado ao prêmio de Artista Revelação. Perdeu e fez careta. “Foi definitivamente roubado. Eu fui o melhor artista revelação do ano.” Ainda em 2004, Anna Nicole Smith subiu ao palco imediatamente nos deixando preocupados com o seu estado psiquiátrico. “Vocês gostam do meu corpo?”, aliás, tornou-se um dos discursos mais famosos da história das premiações musicais. Garth Brooks em 1996 finaliza a lista. Ele recusou a receber o prêmeio de Artista Masculino Favorito. “Não posso concordar com isso”, disse no palco com o troféu em mãos.

AMA | Os maiores escândalos e polêmicas do American Music Awards


TRACK BY TRACK (OOH BABY) está de volta, desta vez com uma análise faixa a faixa de Blue Banisters, novo álbum de Lana Del Rey