Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Pela primeira vez em anos, James Franco fala sobre acusações de abuso sexual

James Franco admitiu que já dormiu com estudantes, mas que as alegações não são verdadeiras

@nic_bastos | Publicado em 22/12/2021, às 13h38

James Franco promovendo seu livro "A California Childhood" na Strand Bookstore em 2013, Nova York - Getty Images
James Franco promovendo seu livro "A California Childhood" na Strand Bookstore em 2013, Nova York - Getty Images

Depois de 4 anos desde as acusações, James Franco está finalmente quebrando o silêncio sobre as alegações de abuso sexual feitas sobre ele. Ele foi acusado de comportamento sexualmente impróprio por cinco mulheres, sendo quatro delas suas alunas de atuação, na escola Playhouse West Studio 4, de acordo com um artigo publicado pelo The Los Angeles Times em janeiro de 2018.

👉 ASSINE NOSSA NEWSLETTER 👈

Em entrevista ao Podcast The Jess Cagle, James Franco abriu o jogo sobre o assunto. “Em 2018, houve algumas reclamações sobre mim e um artigo sobre mim e, naquele momento, eu apenas pensei 'Vou ficar quieto. Vou ficar, vou fazer uma pausa.' Não parecia o momento certo para falar nada ", lembrou.

Na época, uma das supostas vítimas, Sarah Tither -Kaplan, disse ao Good Morning America que Franco "abusou de seu poder explorando as mulheres não-celebridades com quem trabalhava sob o pretexto de lhes dar oportunidades".

Um advogado de Franco negou cada uma das acusações e citou os comentários do ator de 2018 no The Late Show com Stephen Colbert como sua negação formal: "As coisas que ouvi no Twitter não são precisas, mas apoio totalmente as pessoas saindo e sendo capaz de ter uma voz porque eles não tiveram uma voz por muito tempo. Então eu não quero, você sabe, silenciá-las de forma alguma".

Em uma ação judicial de 2019, Tither-Kaplan e outra vítima alegaram que Franco e seus parceiros de negócios "se envolveram em um comportamento amplamente impróprio e sexualmente carregado em relação às alunas, sexualizando seu poder como professoras e empregadoras ao balançar a oportunidade de papéis em seus projetos", de acordo com os documentos judiciais.

Anos depois, James Franco admite ter dormido com estudantes, mas não sob tais circustâncias pelas quais ele vem sendo acusado: 

No decorrer das minhas aulas, dormi com os alunas, e isso foi errado. Mas, como eu disse, não foi por isso que comecei a escola e não fui eu quem selecionou as pessoas para estarem na classe. Não foi um 'plano mestre' da minha parte. Mas sim, houve certos casos em que, você sabe o quê, eu estava em um relacionamento consensual com um aluno e não deveria estar. "

Mais tarde, ele acrescentou: "Na época, eu não estava lúcido, como já disse. Acho que isso se resume aos meus critérios: 'Se isso for consensual, acho que é legal. Nós somos todos adultos ".

Por fim, James franco ainda esclareceu como anda sua vida agora, depois disso tudo:

Então, estou trabalhando muito e acho que estou bastante confiante em dizer tipo, quatro anos, sabe? Eu estava em recuperação antes por causa do abuso de substâncias. Houve alguns problemas que eu tive que lidar com isso também estavam relacionados ao vício. E então eu realmente usei meu histórico de recuperação para começar a examinar isso e mudar quem eu era."

No penúltimo LIVE IS DEAD! do ano, @fernandasoares e @ademircorrea te contam tudo o que eles descobriram de novo no caso Jeffrey Epstein e Ghislaine Maxwell 👇