Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Mel Gibson é “conhecido por odiar judeus”, acusa ator de Scandal

Joshua Malina afirmou que a cultura do cancelamento parece não existir quando se trata de Mel Gibson

@nic_bastos | Publicado em 07/12/2021, às 13h43

Mel Gibson na première de "Mad Max" - Getty Images
Mel Gibson na première de "Mad Max" - Getty Images

Treta! Joshua Malina, ator de Scandal, criticou a escalação de Mel Gibson para dirigir o novo filme da famosa franquia Máquina Mortífera. Através de um artigo publicado na revista The Atlantic, ele ressaltou os comentários antissemitas do colega de trabalho e afirmou que se ele continua escalado em grandes produções é porque a "cultura do cancelamento" não existe em Hollywood.

👉 ASSINE NOSSA NEWSLETTER 👈

“Se Gibson for bem-vindo de volta para dirigir o último filme desta amada franquia, pode ser hora de parar de publicar artigos sobre o poder da 'cultura do cancelamento'. Porque se ele puder continuar encontrando muito dinheiro e aprovação em Hollywood, a cultura do cancelamento simplesmente não existe”, afirmou Joshua Malina no documento ao que também ressaltou que ele seria um "odiador de judeus":

"Gibson é um conhecido odiador de judeus (o termo antissemita é muito brando). Seus preconceitos estão bem documentados. Então, minha pergunta é: o que um cara precisa fazer hoje em dia para ser colocado na lista de exclusão de Hollywood? Eu sou um ator de personagem. Tenho tendência a aceitar os trabalhos que surgem no meu caminho. Mas - e é doloroso escrever - você não poderia me pagar o suficiente para trabalhar com Mel Gibson”.

Joshua Malina também ressaltou a arte de separar o autor da obra no caso de Mel Gibson, falando mais sobre a franquia: "Eu amo os filmes de Máquina Mortífera (pelo menos os primeiros). E Danny Glover é uma joia. Mas Gibson? Sim, ele é um homem talentoso. Muitas pessoas horríveis produzem arte maravilhosa."


Saudades do Causos de Hollywood? O quadro queridinho do HFTV está de volta, desta vez com histórias de Brad Pitt