Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Diretora indicada ao Oscar por The Power of the Dog alfineta Venus e Serena Williams

Jane Campion, diretora de The Power of the Dog, foi criticada por seu discurso insensível.

@helograssi | Publicado em 14/03/2022, às 12h44

Jane Campion foi a grande campeã do Critics Choice Awards. - Getty Images
Jane Campion foi a grande campeã do Critics Choice Awards. - Getty Images

Estamos na famosa temporada de premiações, que apenas acaba com a grandosa cerimônia do Oscar, que está marcada para o dia 27 de março. Apesar da incerteza e imprevisibilidade de quem será o grande vencedor da noite, The Power of the Dog, estrelado porBenedict Cumberbatch, e King Richard, protagonizando Will Smith, são fortes nomes na disputa.

A diretora de Power of the Dog, Jane Campion, teve um final de semana intenso, para dizer o mínimo.

No sábado, Jane foi aclamada nas redes sociais ao responder as críticas que Sam Elliot, crítico especializado em cinema, fez em seu podcast WTF. O jornalista criticou o neo-western e a direção da Campion: “O que essa mulher lá de baixo, da Nova Zelândia, sabe do faroeste americano?”

A diretora rebateu as críticas: “Desculpe, mas ele estava sendo um merdinha. Ele [o protagonista] não é um cowboy, ele é um ator. O velho oeste é um espaço místico e existe muito que podemos criar nele. Eu acho que isso é um pouco machista.”

A resposta de Jane foi aplaudida por ter rebatido críticas infundadas por parte do jornalista. No entanto, não demorou muito para que Jane fosse alvo das críticas daqueles que a enaltecem. Ao ganhar a estatueta de Melhor Diretora, Campion fez comentários ácidos às tenistas Venus Williams e Serena Williams.

Serena e Venus são produtoras do filme King Richard, que conta a história de seu pai, um homem negro que nutre uma paixão por esporte, em especial, o tênis, que é um setor dominado por homens brancos e de classe alta. As duas tenistas estavam marcando presença na premiação.

Ao iniciar o seu discurso, ela agradeceu a associação de críticos e o apresentador do prêmio, o também neozelandês Taika Waititi, além de parabenizar Halle Berry pelo discurso que fez anteriormente: “É incrível estar aqui hoje a noite, entre tantas mulheres incríveis. Halle Berry, você já fez o meu discurso e… arrasou. Eu amei. Você é brilhante.”

Então, levou sua atenção às tenistas: “Serena e Venus, que honra estar no mesmo salão que vocês hoje. Eu fiz aulas de tênis e Will [Smith], se você quiser vir e me dar algumas aulas, eu iria adorar. Eu tive que parar porque eu fiquei com dor no cotovelo."

Campion também cumprimentou os seus concorrentes, “os caras”, como ela os chamou. Ela competia contra Guillermo del Toro (Nightmare Valley), Paul Thomas Anderson (Licorice Pizza), Kenneth Branaugh (Belfast), Steven Spielberg (West Side Story) e Denis Villenueve (Dune).

No entanto, a polêmica veio de sua última frase: “Venus e Serena, vocês são incríveis. Mas, vocês não precisam competir contra os caras como eu preciso.”

O comentário não passou em branco pelos internautas, que chamaram o comportamento de desnecessário e infantil. Além de ressaltar que, se pudessem, Venus e Serena competiriam contra homens e até mesmo venceriam deles, os internautas relembraram do racismo e machismo que as irmãs enfrentam ao questionar as associações tradicionalistas de tênis.

A diretora não se pronunciou sobre a repercussão de seu discurso.


Sentiram falta dos causos de Hollywood? Dessa vez temos a junção elenco icônico de Euphoria com curiosidades bastante ˜inusitadas˜, do jeito que a gente gosta! Confere a @FeBSoares falando sobre A série do momento 🖤


HFTV NAS REDES SOCIAIS 👇 

YOUTUBE | INSTAGRAM | TWITTER | FACEBOOK | SPOTIFY | NEWSLETTER