Hollywood Forever TV
Twitter Hollywood Forever TVYoutube Hollywood Forever TVInstagram Hollywood Forever TV

Camila Cabello, who? Carla Perez reivindica posto de primeira Cinderela Latina!

Respeita a Cinderela Baiana, meu amor!

@chboskyyyy Publicado em 08/09/2021, às 09h55

Reprodução | Divulgação/Amazon Prime
Reprodução | Divulgação/Amazon Prime

A cantora e compositora Camila Cabello falou sobre o orgulho que sentia em se tornar a ~primeira Cinderela latina, ao responder uma pergunta da revista Variety, que cobre os bastidores de produções audiovisuais.

O problema é que essa participação da cubana no novo filme da Amazon Prime Video, que estreou na sexta-feira (3), não é, nem de longe, a primeira de uma latina no papel de Cinderela, como a ex-dançarina Carla Perez fez questão de reivindicar. 

“Que história é essa? Primeira Cinderela Latina? Respeita a Cinderela Baiana, meu amor”, escreveu a ex-loira do Tchan nas redes sociais, após ser alertada por fãs brasileiros. Eles também lembraram que Xuxa e Maisa também já fizeram sucesso no papel. 

Carla Perez estrelou o longa-metragem Cinderela Baiana, um clássico trash e um sucesso nas redes sociais, que rende memes até hoje. Aliás, hoje fazem 23 anos do lançamento do filme, ocorrido em 4 de setembro de 1998.

O ator Lázaro Ramos, que é um dos coadjuvantes do filme, também entrou na história, indiretamente. Ela compartilhou um vídeo com cenas do filme comentadas por Lázaro, que fala sobre as qualidades da produção. “É um filme que tem humor, emoção, drama e também muita música”, apresenta o marido de Taís Araújo.

“Esse momento é de vocês, amores, CINDERELA BAIANA com cenas nunca vistas por aqui, mas como eu amo vocês, tô trazendo esse #tbt”, comentou Carla na postagem.

No novo filme disponível no Prime Video, a ex-integrante do grupo feminino Fifth Harmony se destaca numa refilmagem cheia de encanto e magia para a clássica história de uma princesa destinada a servir sua madrasta malvada. 

O elenco também é composto por diversas personalidades que tentam fugir dos estereótipos convencionais da narrativa original para oferecer algo completamente único.